Luanda - A afirmação é de Sindika/Isabel dos Santos que por via do casamento com a filha do então Presidente da República a moda de um pacheco tinha o seu foco em apropriar-se do sector diamantífero angolano e assumir-se com uma dimensão da empresa sul africana “De Beers”.

Fonte: Club-k.net

Não se pode dar muita importância o conteúdo da entrevista de Sindika Dokolo que visou destratar o actual regime e o jornalista de investigação Rafael Marques, este que amiúde esta a denunciar a teia montada para transformar o sector diamantífero do Estado como se de propriedade familiar de “Dos Santos”, se tratasse.

 

Foi assim com as politicas  de comercialização de diamantes com figuras de  compradores preferencial  dos diamantes em que este Sindika se tornou representante da riqueza dos diamantes angolanos tornando, a SODIAM a empresa pública inoperante e inútil momentos a que se sob capa da joalharia (De Grisogono) levavam os diamantes como se diz na gíria a “kilape” e nunca mais o Estado via a cor do dinheiro.

 

O casamento de Sindika Dokolo com a família Dos Santos tornou-se num  prejuízo para o país porque com o casamento passou a receber 4 milhões de dólares mensais para a sua Fundação, valores que eram votados pela Assembleia Nacional  que nenhuma Universidade angolana tinha este orçamento,  o palácio de ferro que é propriedade da Endiama passou a pertencer para o  seu acervo promovendo uma pequena elite, por isso um cidadão que veio com uma mão a frente outra atrás, um autentico pacheco não pode dar lição ao povo angolano livre e dentro da sua soberania, foi sempre este risco de um Presidente casar as suas filhas com cidadãos estrangeiros colocando em risco os valores da segurança nacional e do Estado, com acesso fácil aos assuntos do Estado como é o caso em concreto.

 

De facto, os cinco indivíduos que por sinal Sindika cita e reconhece como aqueles que controlaram a economia do país que quase haviam lançado uma OPA sobre Angola ninguém faz parte de nenhuma outra família, mas sim a única família “Dos Santos” que aqui podemos lembra-lo já que evitou citar nomes, Sindika Dokolo, Isabel dos Santos, Manuel Vicente, Hélder Vieira Dias “Kopelipa” , Leopoldino Fragoso do Nascimento sobre isso estamos conversados.

 

Um apelo, ao Dr.  Sindika Dokolo/Isabel dos Santos que não provoquem os leões adormecidos que não terão com este comportamento  espaço aqui na terra, e o céu esta distante,  melhor calar-se porque os processos, que abriste contra o Estado terão o auto reverse.

 

Pensamos que os cidadãos angolanos amantes da pátria, sua terra de nascimento  consideram o jornalista  Rafael Marques como um verdadeiro herói da democracia nunca perseguiu o MPLA mas sim denunciou aqueles que haviam transformado o MPLA numa empresa pública e privada e delas se aproveitaram atirando na desgraça o povo angolano por sinal esta família “Dos Santos” que transformaram os angolanos em pobres sem esperança.

* Ativista

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: