Luanda - Fora o cinismo, o Presidente João Lourenço merece ser aplaudido pela sua luta na concertação da estrutura apodrecida. O senhor Presidente encontrou um país prostrado à incredulidade onde não havia fé ao angolano, as medidas que estão a ser tomadas por ele, deixa incomodado àqueles que sempre beneficiaram dos privilégios.

Fonte: Club-k.net


SOMOS PELAS AUTARQUIAS

Não é verdade quando dizem que o senhor João Lourenço anda a fazer caças às bruxas nem tão pouco quando dizem que anda a vingar-se do José Eduardo dos Santos. Só quem tem memória curta não sabe que o ditador governou o país durante 38 anos como se estivéssemos na idade média.


Cerca de metade do executivo eram formado pelos seus familiares ou familiares da sua esposa e nesta senda, defraudaram o bem público. Qualquer pessoa séria no lugar do João Lourenço faria exactamente o que ele anda a fazer: seguir a teia de corrupção nas calmas e com calmas. Muitos dizem que a Isabel dos Santos empregou muita gente, mas esquecem-se que qualquer pessoa poderia fazer o que ela fez se tivesse o mesmo privilégio porque quando se cria empresa precisa-se de funcionários. Eu se criar empresa hei-de precisar de trabalhadores.


Ela criou empresas com fundos públicos e hoje temos uma dívida pública que nos roe mais de 70% do Orçamento Geral do Estado. Desde ontem, vejo a circular um texto na qual acusam o João Lourenço e a sua mulher de contraírem dívidas ao longo dos anos. Caros compatriotas, o texto foi escrito por um anónimo que pretende confundir a opinião pública colocando o Jlo na mesma posição que os marimbondos.


Quanto a nós que não beneficiamos do saquê do erário público, temos que concentrar a nossa atenção noutras coisas porque na luta dos marimbondos que sofre é o povo. Vamos falar das autarquias, vamos procurar construir uma consciência colectiva, seja você também um jovem pelas Autarquias. Não se meta na confusão dos marimbondos. Faça da sua comunidade uma prioridade.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: