Aos responsáveis editoriais do Club K

Exmos. Senhores,


Tomei conhecimento hoje que foi publicado no vosso site um texto com o título “Dino Matross e altas patentes das FAA e PNA acusados de usurpação de terrenos no Patriota”, envolvendo o meu nome, Rosário Sambo, como sendo proprietária de um terreno no Patriota. No âmbito do exercício do direito de resposta, solicito que publiquem o seguinte texto:

Tendo sido publicada no Club-K uma publicação com o título “Dino Matross e altas patentes das FAA e PNA acusados de usurpação de terrenos no Patriota”, envolvendo o meu nome, Rosário Sambo, como proprietária de um “espaço de 11 hectares que já foram vedados com um muro de mais de 10 metros de comprimento com blocos de 15” no Patriota, cabe-me DESMENTIR publicamente e categoricamente esta afirmação, porquanto a mesma é falsa e, por conseguinte, abusiva.


Convido o Presidente da Associação Ana Ndengue, Santos Mateus Adão, que proferiu tão grosseira, quão irresponsável afirmação, a exibir os documentos que a comprovam. Finalmente, recordo que a calúnia é passível de procedimento criminal, nos termos da lei, pelo que poderei intentar uma acção com vista à salvaguarda do meu bom nome.

 

Luanda, aos 04 de Janeiro de 2020.

Maria do Rosário Bragança Sambo



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: