Luanda - O general das Forças Armadas Angolanas, Tonta Afonso Castro, faleceu neste sábado, em Luanda, vitima de doença, informou o Estado Maior General.

Fonte: Angop

Em nota de condolências o Estado Maior General das FAA manifesta o mais profundo sentimento de pesar.

 

“ Nesta hora de dor e luto, os oficiais, sargentos, praças e trabalhadores civis das Forças Armadas Angolanas, associam-se à familia enlutada, manifestando o mais profundo sentimento de pesar”, lê-se na nota.

 

Natural de Mbanza Kongo, onde nasceu a 2 Abril de 1943, Afonso Tonta Castro foi distinguido, em 2005, pelo então Presidente da República, com a Ordem de Mérito Militar do Primeiro Grau.

 

No mesmo ano, foi condecorado, também pelo Presidente da República, com a Ordem dos Combatentes da Liberdade do Primeiro Grau.

 

Antigo comandante do extinto ELNA (antigo braço armado da FNLA ao tempo da guerrilha), Tonta Afonso Castro juntou-se às forças do Governo, em 1983, com mais 1.800 militares e 30 mil civis.

 

Foi integrado nas extintas FAPLA (Forças Armadas Populares de Libertação de Angola) com a patente de major. Comandante da Região Militar no Huambo, cumpriu várias missões.Ocupou, ainda, os cargos de segundo-comandante da Frente Norte, de 1990 a 1991, comandante da tropa da Frente Norte (1991 a 1993), director dos SVC Missão Militar Angolana na República Democrática do Congo, de 1993 a 2000.


Também foi oficial de Legião do Estado-Maior General (EMG), com chefes das Missões Militares Angolanas na República Democrática do Congo e República do Congo-Brazzaville, no ano 2000.

 

Conselheiro do ministro da Defesa Nacional de 2005 a 2009, conselheiro do chefe do Estado-Maior-General, desde 2009 e em 2014, por ordem do Comandante-Chefe, passou à reforma por limite de idade.

 

De acordo com a nota do Estado Maior General das FAA em tempo oportuno se dará a conhecer o programa das exequias e a data do funeral.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: