Lisboa – O antigo Presidente José Eduardo dos Santos escreveu uma carta aberta destinada aos responsáveis de órgãos de soberania como a Assembleia Nacional, e aos Tribunais em Angola na qual se defende de acusações que lhe são ultimamente imputadas sobre a situação social e económica do país.

Fonte: Club-k.net

A carta tem como portador o general Leopoldino Fragoso do Nascimento que regressou a dois dias deixou Barcelona rumo a Luanda, com a missão de remeter aos destinatários e de seguida distribuir aos órgãos de comunicação social.


Segundo apurou o Club-K, o antigo estadista aborda tema sobre a comercialização de petróleos pela Sonangol nos últimos 10 anos, na qual imputa responsabilidades ao seu antigo colaborador Manuel Domingos Vicente que durante 13 anos fora o PCA da petrolífera estatal. JES faz também uma incursão sobre a industria diamantífera que tem sido apresentada pelas autoridades como tendo estado num cenário até então refém dos interesses empresariais da sua família com realce a sua primogénita Isabel José dos Santos.


A carta de Eduardo dos Santos surge semanas depois da justiça angolana ter determinado o arresto de participações da sua primogénita Isabel dos Santos alegadamente adquiridos com fundos do Estado, e depois de ter recebido nesta cidade espanhola um emissário das autoridades, Ernesto Manuel Norberto Garcia.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: