Lisboa - O anuncio da condecoração “Ordem do Mérito Cultural” ao escritor angolano, José Eduardo Agualusa  por parte do Presidente  brasileiro Luis Inácio Lula da Silva é encarada  com certa apatia no Gabinete da Ministra da  Cultura de Angola, Rosa Cruz e Silva deixando  transparecer que  figuras menos criticas ao regime  é que  seriam merecedora de  tal honra.


Fonte: Club-k.net


No aprofundamento da abordagem, que fazem,  em “off” clamam  que os brasileiros deveriam “pelo menos” informar  a parte angolana chegando ao ponto de  fazer  suposição segundo a qual   “o governo de Lula da Silva  não iria gostar se o Governo angolano  condecorasse um brasileiro controverso”.


A referida  condecoração foi dada a conhecer ao escritor angolano por um assessor de Lula, Juca Ferreira, em Outubro passado. Eduardo Agualusa vive naquele país tendo se consagrado como um dos mais lidos escritores angolanos alem fronteiras. Em Angola é igualmente conhecido pelas suas posições em torno da falta de  democracia.


De acordo com levantamento de dados, as condecorações no aquele país e em outros é feito com base em critérios distante de filosofias políticas. Diz-se que mesmo que for um escritor que tenha alguma vez criticado o Presidente Lula, os seus posicionamento  não afecta na avaliação cientifica que a sua obra for submetida.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: