Luanda - O Banco Angolano de Investimentos (BAI) informou, nesta terça-feira, em Luanda, estar em curso a abertura de um processo crime para o apuramento das circunstâncias da fuga de informação de um suposto extracto bancário da conta de um cliente.

Fonte: Angop

A reacção surge na sequência da divulgação, no dia 08 deste mês, de um estrato bancário de um dos seus clientes do banco BAI nas redes sociais e no jornal português “O Expresso”, de acordo com uma nota a que a Angop teve acesso nesta terça-feira.



A nota esclarece que o BAI interpôs, junto da autoridade competente, uma participação criminal para o apuramento dos factos, circunstâncias e eventuais responsabilidades.


Entretanto, a instituição bancária poderá aferir a genuinidade ou na?o deste acto e aferir se há a existência de quebra ilícita do dever legal de sigilo.


Na nota, a comissão executiva do Conselho de Administração desta instituição bancária justifica não ter disponibilizado à imprensa, ou a pessoas estranhas, qualquer documento sobre a conta do cliente em questão, acto que, excepto se autorizado, representaria uma violação do segredo bancário, previsto no regime jurídico das instituições financeiras sedeadas em Angola.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: