Lisboa – A Subprocuradora Elizeth da Graça João Paulo Francisco junto ao SIC- Geral notificou recentemente 16 funcionários do Instituto Marítimo e Portuário de Angola (IMPA) para prestarem esclarecimento a volta de um processo crime no 210/19-PT relacionado a gestão do departamento dos recursos humanos desta empresa sob dependência do Ministério dos Transportes.

Fonte: Club-k.net

Os 16 notificados foram chamados como testemunhas num processo que tem até agora como arguido Kinavuidi Miguel Suamino Paulo (na foto), o Chefe do Departamento de Recursos Humanos e Tecnologias de Informação do IMPA.

 

A subprocuradora junto ao SIC solicita ao IMPA para que submeta os contratos de trabalho dos 16 funcionários notificados tal como registros e percurso biográficos no instituto. Solicita ainda o relatório oficial do levantamento de viaturas e outros bens da instituição inventariados de modo a aferir-se do bem, tipo, localização, documentação.

 

Documentos referentes a legislação regulamentos que regulam a criação e atividade do Instituto, foram também solicitados pela magistrada do ministério público que investiga as irregularidades ocorridos no Departamento de Recursos Humanos e Tecnologias de Informação do IMPA.

 

 

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: