Lisboa - José Eduardo dos Santos (JES) passou a acompanhar de perto os assuntos relacionados com o CAN 2010, em especial os considerados decisivos para bom andamento dos preparativos finais da organização da competição.


Fonte: AM


A comissão que supervisiona o processo do CAN, encabeçada por Fernando da Piedade Dias dos Santos, Paulo Cassoma, Manuel Rabelais e França Ndalu, tem agora o encargo de lhe prestar informação diária sobre assuntos relevantes do mesmo.


JES tem o entendimento de que o país e ele próprio poderão capitalizar em termos de prestígio interno e externo com um esperado êxito da iniciativa; é esta a razão de ser da sua aplicação. Por forma a acelerar trabalhos cuja conclusão não estava garantida para a data da inauguração do torneio, foi aprovado um orçamento suplementar, sob sua orientação.


A atenção que JES dedica ao assunto é também motivada pelo intento de conter tendências oportunistas, influenciadas por um ambiente nisto, de euforia e apertos – uma das quais é a apresentação de pedidos exorbitantes de fundos para garantir o termo de obras. O sector do marketing pediu um reforço de USD 3 milhões; recebeu USD 1,5 milhão.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: