Luanda - Foi uma relação muito curta. João Carlos Silva foi contratado recentemente por Isabel dos Santos para representá-la em matérias relacionadas com os negócios em Portugal, mas o advogado já renunciou ao mandato da investidora angolana. Representante para as questões penais mantém-se

Fonte: Expresso

João Carlos Silva, ex-secretário de Estado do Orçamento de António Guterres, tinha sido o advogado escolhido por Isabel dos Santos para a representar nos negócios em Portugal, onde a investidora angolana enfrenta problemas na sequência do arresto de bens em Angola e em Portugal. Mas a relação, iniciada este ano, durou pouco tempo: João Carlos Silva já renunciou ao patrocínio, sabe o Expresso.

 

O mandato durou cerca de um mês. João Carlos Silva já comunicou a sua decisão a Isabel dos Santos. Desconhece-se a razão que terá levado ao advogado a deixar de trabalhar com Isabel dos Santos. Contactado, João Carlos Silva não quis comentar.

 

O escritório de advogados de João Carlos Silva, com sede no Porto, iria representar a filha do antigo presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, nas operações empresariais que esta tem em Portugal, onde se destaca a Efacec, a NOS, a Galp e o Eurobic, cuja participação foi vendida recentemente ao espanhol Abanca.

 

João Carlos Silva foi secretário de Estado do Orçamento e Finanças do segundo Governo de António Guterres, entre março de 1998 e outubro de 1999. Fez parte da equipa do Ministro das Finanças, António de Sousa Franco, onde estava também como secretário de Estado do Tesouro e Finanças, Fernando Teixeira dos Santos, mais tarde também ministro das Finanças de José Sócrates, e presidente do Eurobic, onde Isabel dos Santos era a maior acionista. A sua passagem por cargos públicos não se ficou pelas Finanças — foi também presidente da RTP, onde esteve de 2000 a 2002.

 

A empresária angolana, que enfrenta um conjunto de acusações, nomeadamente a de ter desviado 115 milhões de dólares da Sonangol, como revelou o consórcio internacional de jornalistas do qual o Expresso e a SIC fazem parte - tem como advogado para as questões penais em Portugal Paulo Saragoça da Matta.

 

O escritório que representa Isabel dos Santos em termos globais, já contratado depois do Luanda Leaks, é o norte-americano Quinn Emanuel Urguhart & Sullivan. Uma contratação que surge depois do seu advogado em Portugal desde 2006, Jorge Brito Pereira, ter cessado a representação da empresária angolana.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: