Lisboa – A chefe de produção (diretora) da rádio Tômbwa, na província do Namibe, Hortência do Rosário, é identificada, em meios da comunicação social, naquela localidade, como tendo adoptado uma conduta oposta as orientações das autoridades para manter a população informada sobre medidas de prevenção a propagação do coronavírus em Angola.

Fonte: Club-k.net

Esta semana, a directora Hortência do Rosário suspendeu o jornalista Augusto Hossi de toda actividade jornalística que vinha desenvolvendo nesta empresa, depois de ter convidado no programa “Ao Dobrar do Dia”, o chefe de Secção de Saúde Pública e Controlo de Endemias, Tadeu Dumbo, para falar sobre a prevenção do Coronavírus.

 

Hortência do Rosário notificou na manhã desta terça-feira (24) o apresentador do programa para este explicar as razões que o levaram a pôr o convidado nos estúdios, uma vez que ela já havia baixado “orientação superior” para não se tocar no tema do coronavírus.

 

Segundo apurou o Club-K, o jornalista Augusto Hossi terá justificado a direcção da rádio que entrevistou o responsável da saúde, Tadeu Dumbo, no intuído de informar a população sobre o que está a se passar um pouco por todo mundo, uma vez que entendeu colocá-lo em estúdio por ser a pessoa indicada para falar sobre o assunto.

 

No seguimento de criticas e reparos sobre a censura aplicada, a direcção da rádio procurou dar uma outra versão dos factos, alegando que suspendeu o jornalista por este não ter usado máscara nem luvas dentro da empresa, em descumprimento a regras de prevenção.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: