Menongue – Os deficientes de guerra da aldeia ‘11 de Novembro’, localizada no município de Menongue, província do Cuando Cubango, encorajaram o titular do Poder Executivo a prosseguir firme na defesa dos interesses superiores dos angolanos, sobretudo agora que o mundo faz frente ao Covid 19 que é uma pandemia catastrófica.

Fonte: Club-k.net
Este parecer foi expresso a 25 de Março corrente, durante a entrega de meios de produção agrícola no quadro da “Luta contra a Fome e a Pobreza” enquadrados no vasto “Plano de Desenvolvimento Nacional” sufragado pelo povo nas eleições gerais de 2017.

"Sabemos que o Estado angolano é solidário sendo por isso que, mesmo com as atenções viradas para o Coronavirus não se esquece daqueles que mais necessitam para sobreviver, ora com medicamentos, ora com água potável e cisternas, ora com alfaias agrícolas para fortalecer a economia familiar", disse Leonardo Kosengue na ocasião.

Outro residente da comunidade 11 de Novembro, constituída por deficientes de guerra, acompanha com atenção as medidas tomadas e a tomar pelo governo de Angola para o bem estar dos cidadãos, e exortou os angolanos no seu todo a perceberem que Angola sempre que trabalhou unida alcançou bons resultados.

"Foi assim com o fim do conflito armado, foi assim com a cólera e com o marburgo e será assim também com o Coronavirus", afirmou Mapa Mundi, Antigo Combatente e Veterano da Pátria da 2ª Região Militar do MPLA, a residir naquela comunidade.

Munido de um rádio receptor em frequência modelada, Mapa Mundo escuta permanentemente notícias do país e do mundo e actualiza os portadores de deficiência da sua aldeia.

Os directores da Acção Social, Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria e da Agricultura Pecuária e Pescas em Menongue, António Falanga e António Mpande, respectivamente bem como funcionários dessa municipalidade testemunharam a entrega dos bens que envolvem gado bovino, charruas, enxadas, machados catanas e víveres complementares. Mais de 40 hectares de solos aráveis foram desbravados nos últimos dias e em breve serão entregues à comunidade local.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: