Luanda - O administrador do distrito urbano 11 de Novembro, Celsio de Carvalho, pediu, nesta terça-feira, a população da circunscrição ao cumprimento das medidas de restrições impostas pelo Estado de Emergência em vigor há 14 dias.

Fonte: Club-k.net

Celsio de Carvalho disse que apesar de se observar ainda pequenos grupos alheios à situação, a maior parte está a cumprir com as medidas de isolamento social, face ao novo Coronavírus (Covid-19).


Informou a nível do distrito urbano 11 de Novembro, o decreto sobre o Estado de Emergência está a ser posto em prática nos mercados formais e informais, com horários estabelecidos, de forma a permitir os munícipes prevenirem-se, mas assegurando o seu sustento.

 

O responsável disse que no mercado do Kicolo ainda tem se registado desobediência de distanciamento social, tendo dito que estão a desenvolver acções de sensibilização visando a mudança do quadro.

 

“Registamos um fluxo de pessoas que acorreram ao mercado do Kicolo, muito preocupante, motivado pelo encerramento de alguns mercados"

 

Celsio De Carvalho reconheceu igualmente o empenho de cidadãos singulares, empresas privadas e associações de jovens, que com os seus meios trabalham na sensibilização da população para se protegerem da doença.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: