Lisboa - Um nome muito ventilado pela media como ascedente ao Comité Central do MPLA, era o de Filomeno “Zenu” dos Santos apresentado  como potencial candidato a sucessão do pai Eduardo dos Santos. Zenu  não foi visto no congresso como delegado. Presente esteve a empresaria,  Isabel dos Santos e o seu esposo Sindika Dokolo.



Fonte: Club-k.net

General “Disciplina”  e  Kangamba de volta ao CC

Estava também previsto a entrada dos deputados, João Pinto e João Melo, conforme se aventava em corredores, mas o decorrer do  congresso acabou por mostrar ao contrario.

 

De volta ao Comitê Central, esta, o General “Disciplina”, depois de  no passado  ter saído  devido a razão da responsabilidade militar acrescida ao caso de um acidente ao qual vitimou um jovem nas mediações do ISCED. A entrada do mesmo neste organismo partidário da azo a advertências  segundo a qual os militares do exercito como é o seu caso deveriam abster-se da política enquanto no activo.


Na seqüência do “entra e sai”  registou-se a reentrada do empresário  Bento Kangamba. Fez no passado parte do Comitê Central tendo sido afastado por motivos disciplinar. Destaca-se na filantropia e  doações. É  um dos militantes que  mais ajudado a revolucionar a imagem do partido em zonas periféricas de Luanda como Cacuaco e Palanca, onde goza de forte popularidade.


Nzau Puna, co-fundador da UNITA estreou-se também no Comitê Central do MPLA,  após ter ajudado na campanha durante as eleições legislativas. O seu companheiro de luta, Tony da Costa Fernandes, que  junto com Jonas Savimbi idealizou a formação da UNITA na Suíça,  acaba de ser elevado a este organismo partidário embora na condição de membro suplente. Uma posição que acaba de ser colocados militantes do partido como Amaro Tay e Julia Ornelas.


De fora do Comitê Central do partido no poder,  ficou o vice Ministro da comunicação social, Miguel de Carvalho “Wadkimbi”, e o antigo director do INABE, Domingos Hebo.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: