Luanda - Foi com bastante preocupação que o Grupo Parlamentar da UNITA tomou conhecimento do artigo publicado no semanário Expansão na sua edição de 10 de Abril de 2020, sobre uma presumível renda de casa do Presidente da Assembleia Nacional, avaliada em 17 milhões de kwanzas por mês.

Fonte: UNITA


No quadro da transparência e boa gestão dos fundos públicos, o Grupo Parlamentar da UNITA insta a Administração Parlamentar a fazer um esclarecimento desta situação que a ser verdade viola as resoluções sobre o orçamento da Assembleia Nacional aprovadas por todos o Deputados, que cabimentam como subsídio de renda de casa para os Deputados o equivalente a 50% do salário base mensal, longe do valor agora revelado pelo Semanário em questão.

 

Pela relevância que o assunto encerra, num momento em que o país atravessa uma crise económica e financeira com impacto directo na vida dos cidadãos, o Grupo Parlamentar da UNITA considera urgente e necessário o pronunciamento do Gabinete do Presidente da Assembleia Nacional.

 

O Grupo Parlamentar da UNITA reitera o seu compromisso com a boa gestão e transparência, considerando, por isso, haver necessidade de uma tomada de medidas do Tribunal de Contas para se apurar os factos sobre as contas da Assembleia Nacional e outros fundos ligados ao erário. A luta contra a corrupção deve ser verdadeira e abrangente para que sejam reparados os danos causados à economia nacional e à vida dos angolanos em geral.

 

Luanda, 13 de Abril de 2020

O Grupo Parlamentar

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: