Lisboa -  Pelo menos três  órgãos de comunicação independentes, O  Semanário Angolense,  Radio Despertar e Ecclesia não foram autorizados a fazer cobertura do VI congresso do MPLA ao contrário do que se verificou com a presença de  outros órgãos privados conotados a figuras do  regime (O Pais, Radio Mais,  TV Zimbo, LAC, etc).


Fonte: Club-k.net



Desconhece-se as razões exatas da não aceitação dos mesmos. O Secretario para informação do MPLA, Kwata Kanawa é citado como tendo dado garantias de que iria admitir, a Radio Despertar. Fe-lo apos ter sido abortado  sobre assunto. Postos,  no terreno,  os reporteres desta estação de radio  viram a sua entrada vetada. 


O mesmo aconteceu com a Radio Eclesia. O  MPLA  recebeu da mesma  um pedido, no passado dia 30, manifestando a sua  intenção de cobertura. No dia 1 de Dezembro, o Centro de impressa Aníbal de Melo (CIAM) viria receber,  um  outro pedido da Emissora Católica com o mesmo propósito mas ambas  as instituições (MPLA e CIAM) não responderam atempadamente. Na ultima hora   do acto de  credenciamento foi enviado  aos escritorios da Radio Ecclesia uma ficha para que os mesmos assinassem mas sem contornos desejados.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: