Luanda - O MCA Group entregou 1.500 zaragatoas ao Instituto Nacional de Saúde de Angola, para testes à COVID-19, no âmbito da primeira fase do projeto “CIM Responde COVID by MCA Group”.

Fonte: MCA

Esta é uma iniciativa de responsabilidade social que resulta de uma parceria com o CIM (Centro de Inovação Médica) e pretende contribuir para a luta contra esta pandemia, em Angola e em Portugal. O CIM presta serviços de esclarecimento às entidades de saúde em Portugal, através da linha CIM Responde. Estará disponível para, junto do Instituto Nacional de Saúde de Angola, partilhar a experiência portuguesa.

 

Em função das suas necessidades, o governo angolano irá utilizar este equipamento médico, que será fundamental para a deteção de casos de COVID-19.

 

As iniciativas do MCA Group para apoiar no combate à COVID-19 já começaram a ser também implementados em Portugal, numa primeira fase com a entrega de equipamento médico ao Hospital de São João, no Porto.

 

O MCA Group está a contribuir financeiramente para atingir um total superior a 4 mil colheitas, entre Portugal e Angola.

 

De forma complementar, num esforço partilhado, está em processo de aquisição um novo aparelho de raio X de última geração para o Hospital Senhora da Oliveira, em Guimarães, além de 25 camas de apoio médico hospitalar.


Sobre o MCA Group

Fundado em 1989, o MCA Group atua em dez setores de atividade, da construção ao ambiente e energias renováveis, passando pelas obras marítimas e proteção costeira, concessões, entre outros, estando presente em mais de 10 mercados geográficos.

 

Constitui uma presença relevante em Angola, desde 2005, onde atua nas áreas de engenharia e construção, eletrificação, sinalização rodoviária, instalações desportivas, exploração agrícola e, mais recentemente, na área das energias renováveis.

 

É hoje uma referência de qualidade e de confiança.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: