Luanda - A falta de medicamentos no Hospital da Quiçama empurra duas centenas de habitantes a capital, entretanto, para inverter o quadro a unidade sanitária recebeu uma doação nesta segunda-feira, 4 , de oito toneladas de medicamentos para contrapor a situação.

Fonte: Club-k.net

A instituição hospitalar, segundo a directora Esperança Dombaxi, que também carece de recursos humanos e de viaturas congratula-se com a iniciativa de jovens que fez chegar o donativo estabelecimento, assim como reconhece que lote de medicamento vai ajudar a suprir algumas dificuldades em tempo da Covid-19.


À semelhante da responsável do hospital, Fiel Didi, administrador do município da Quiçama, província de Luanda, concorda a que unidade hospitalar que, em média, acolhe uma dezena de doentes fica mais reforçado comeste lote de medicamentos.


“Na verdade, o gesto oferecido pela organização Jovens Unidos Solidários vai acudir algumas necessidades que o Hospital Municipal da Quiçama, situado na vila da Muxima, se debate,aliás, estamos bastante agradecidos”, rebateu o administrador municipal da Quiçama.


“Nós pensamos em medicamentos porque boa parte das doações em época da Covid-19 pelo país adentro estar ser feito por roupas e alimento, daí que decidimos oferecer materiais gastáveis como medicamentos, luvas, álcool gel, compressas e seringas para acudir algumas Hospital, Mauro Durão, coordenador da Associação dos Jovens Unidos e Solidários.


Para o líder associativo, a iniciativa não vai ficar apenas por Luanda, sendo que a intenção da organização levar a iniciativa às todas as províncias, dependendo das ajudas e colaboração dos seus parceiros.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: