Lisboa – O pivô do telejornal da TV Zimbo, David Diogo anunciou na passada quarta feira (6) que passaria no final do noticiário da noite - que ele apresentou neste dia - uma série de reportagens sobre crianças angolanas nos arredores da centralidade do Kilamba que estariam a fazer recurso aos contentores de lixo para procura de restos de alimentos. Ao fim do telejornal a televisão não passou a prometida reportagem gerando entre os telespectadores desconfianças de ocorrência de censura.

Fonte: Club-k.net

Logo após o final do telejornal, o especialista em comunicação social, Carlos Maneco recorreu ao facebook, questionando a não emissão da reportagem sobre a fome, em Luanda. “O que se passa na TV Zimbo? Anunciam uma reportagem sobre pessoas que comem em contentores, o Jornal acaba e a reportagem nada?”, questionou.

 

Reagindo ao reparo de Carlos Maneco, o veterano jornalista Ilídio Manuel entende que “Até prova em contrário, só pode ser censura”.

 

Já, o jornalista Salgueiro Vicente da Radio Eclésia é de opinião que “o que devia fazer o apresentador [David Diogo] é pedir desculpas”. Mas Vicente não acredita que a TV Zimbo faça isso porque nota que esta televisão privada “também tem a crónica doença do órgãos privados de comunicação”, consubstanciada na “ falta de dinheiro e a prática da censura”.

 

Posição diferente tem o jornalista e ativista Hossi Sonjamba que alerta aos seus colegas que para se ver “pessoas a comerem nos contentores não precisas da TV Zimbo. Isto está a vista de todos e todos os dias”.

 

De recordar que no inicio desta semana, o Club-K avançou com uma analise dando conta que um dos acionistas da TV Zimbo, Leopoldino do Nascimento estaria a interferir na linha editorial desta televisão privada proibindo reportagens ou matérias com conteúdos críticos as atividades do governo do MPLA.

Tema relacionado

“Dino” trava criticas contra o governo na TV Zimbo

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: