Luanda - A China continuará a fortalecer as trocas com Angola na luta contra a epidemia da COVID-19 e oferecerá assistência ao país na compra de suprimentos anti-epidêmicos, disse nesta segunda-feira o conselheiro de Estado chinês e ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi.

Fonte: Xinhua

Em uma conversa telefônica com o ministro das Relações Exteriores de Angola, Téte António, Wang disse que a China e Angola são importantes parceiros estratégicos, com sólida confiança política mútua e um bom ímpeto de desenvolvimento nas relações bilaterais.

Wang disse estar muito satisfeito ao ver que Angola, sob a liderança do presidente João Lourenço, alcançou resultados positivos na prevenção e controle da epidemia, acrescentando que dois lotes de suprimentos fornecidos pelo governo chinês chegaram a Angola.

Existem muitas empresas e funcionários chineses em Angola, disse Wang, expressando a esperança de que Angola proteja a saúde e segurança deles, além dos seus direitos legítimos.

O povo chinês e angolano tem uma profunda amizade e a China está disposta a fortalecer as trocas entre cidades irmãs com Angola para consolidar a base para as relações bilaterais, disse ele.

China e África compartilham uma tradição de amizade, com os dois lados apoiando-se mutuamente, disse Wang, acrescentando que a China simpatiza com os países africanos que estão enfrentando os desafios impostos pela pandemia da COVID-19.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: