Luanda - O Conselho de Administração, no âmbito do Programa da Regeneração que promove a Restruturação da Empresa, de modos a garantir um reposicionamento estratégico comprometido com um maior foco nas actividades da cadeia de valor do petróleo e do gás e com uma Sonangol mais leve, ágil e, sobretudo, mais eficiente, iniciou a implementação da nova Macro-estrutura da Empresa, de acordo com as comunicações que serão feitas a todos os colaboradores, nos próximos dias.

Fonte: Sonangol

Com efeito, perseguindo aqueles objectivos, acima mencionados, a Sonangol, que contava na sua estrutura organizacional com 19 Direcções Corporativas e 19 Subsidiárias, de pleno direito, apresenta-se agora com 12 Direcções Corporativas, uma Central de Serviços Partilhados, 5 Subsidiárias dedicadas aos negócios nucleares e uma estrutura societária, a Sonangol Holding’s, que incorpora os negócios não nucleares, a maior partes deles objecto do Programa de Privatização Decretado pelo Estado Angolano.

 

Para além desta medida, mais estruturante, de reposicionamento estratégico e redução de custos, o Conselho de Administração tem vindo a adoptar um conjunto de outras medidas que se afiguram apropriadas a lidar com os inevitáveis impactos económico-financeiros, à escala global, impostos pela pandemia da COVID-19.

 

Assim, respondendo a um conjunto de eventos econômicos, tais como a baixa abrupta do preço do barril de petróleo bruto e a consequente redução de receitas; tendo em consideração os esforços tendentes ao asseguramento da sustentabilidade da empresa e a manutenção dos postos de trabalho, o Conselho de Administração aprovou o programa de redução de custos, de pelo menos 30%, a nível de todo o Grupo, devendo as Direcções de Planeamento, Finanças e Auditoria Interna garantir a sua efectivação.

 

Igualmente, na base do mesmo racional, o Conselho de Administração irá continuar a monitorar a evolução da situação e avaliar, em função disso, a necessidade da aplicação de mediadas adicionais, entre as quais algumas que interferem na remuneração dos colaboradores.

 

As referidas medidas terão, eventualmente, um caracter provisório, portanto, circunscritas ao atendimento das circunstâncias deste momento particular, sendo que serão levantadas, paulatinamente, à medida em que este ambiente de excepcionalidade da economia e dos mercados for dando sinais de recuperação e estabilidade.

 

Contudo, não obstante a avaliação em curso, acima referida, o Conselho de Administração deliberou já sobre a desindexação dos salários ao dólar dos Estados Unidos da América, continuando o seu processamento de acordo com a última indexação feita.

 

O Conselho de Administração agradece a compreensão dos colaboradores e exorta o empenho de todos na gestão do processo de mudança em curso na Empresa, na certeza de que todos sairemos mais forte como pessoas e como empresa com o seu progresso.


Direcção de Comunicação e Imagem da Sonangol E.P., em Luanda, aos 10 de Maio de 2020

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: