Luanda - Sobre a conferência de imprensa sobre a Covid – 19 e seus contornos, apresentada pelo Governo Sombra da Unita algures em Luanda em data incerta.

Fonte: Facebook

Por algumas vezes tenho indagado sobre a legitimidade do propalado Governo Sombra da Unita. Em nome de tal Governo a Unita convoca Conferência de Imprensa, emite declarações, insinua propostas, e muitas vezes se enfrenta as suas decisões legitimado pelas eleições de 2017, que é de facto o único reconhecido, de acordo com que reza a constituição.


É de facto uma brincadeira de mau gosto, senão mesmo, uma atitude irresponsável e criminosa, a Unita ter constituído esse Governo e em nome do mesmo estar a agir, numa demonstração de afronta ao Governo legítimo saído das urnas, naquilo que expressou a vontade do povo, nas ultimas eleições livres e justas.


Gostaria de junto ao Tribunal Constitucional, saber se de facto a formação desse Governo Sombra proclamado pela Unita não é um acto Inconstitucional que se deveria pôr cobro.


É que pela forma como se apresentam os seus Membros, com funções e cargos, uns paralelos ao Governo legítimo, outros até de sua livre criação, como é o caso do auto intitulado Primeiro-ministro, pelo andar da carruagem, terão identificação própria, passaportes próprios, carros particulares próprios e até serão capazes de exigirem imunidades.
Creio que se deve acabar de uma vez por todas com essa brincadeira de mau gosto.
Quantos Governos afinal existirão em Angola?


Não será esse Governo Sombra o prelúdio de um Golpe de Estado que está na forja?
Fiquem atentos ao seu Slogan


“2020 – Ano Da Afirmação Da Cidadania Para Alternância E Desenvolvimento Inclusivo”.
E então que dizer a isto?


A Unita não se desmilitarizou, vimos nas exéquias fúnebres de Jonas Malheiro Savimbi, a quantidade de elementos fardados com uniformes das FALA, segundo dizem com armas escondidas, isso o que é? Não é afronta?

Afronta ao Povo Angolano
Afronta ao Governo
Afronta ao Exercito
Afronta as Instituições legitimamente constituídas por lei de acordo com os preceitos da constituição.


Este Governo Sombra não representa senão um instrumento de desestabilização que pretende desacreditar as decisões corajosas e pertinentes que têm sido tomadas pelo Presidente da República e pelo seu Executivo.


Atenção Senhor Presidente da República
Atenção com a confiança que se está a dar a Unita
Na dita conferência de Imprensa olhem para aquilo que eles afirmaram.
Eu cito:

“O Governo Sombra da Unita mandou, ao local onde estão constituídas estas casas milionárias, técnicos ligados ao seu Ministério das Infraestruturas, Energia e Águas e constatou que as mesmas não foram concluídas…...

Mas que ousadia?
O Governo Sombra da Unita, tem Ministros e técnicos a fiscalizarem as acções do Governo?
Quem os nomeou, qual o tempo de duração do seu mandato?

Com esse Governo fantoche, a Unita está a confundir a população.

É preciso pôr-se cobro a esse estado de coisas, e se a bagunça continuar sugiro que se suspenda a representação da Unita no Conselho da República e se necessário for a suspensão dos seus Deputados no Parlamento.


 António Quino, director do Departamento de Informação e Propaganda do MPLA



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: