Luanda - Minha saída um tanto cedo mesmo depois dos dois anos de cadeia repartidos entre S. Paulo e campo do Tari na Kibala , pois tinha admitido poder ficar mais tempo ou ser mesmo morto.

Fonte: Club-k.net

EU NÃO VI ESSA COMISSÃO E NÃO FUI SUBMETIDO Á NENHUM INQUÉRITO

Não deveu-se á comissão nenhuma de revisão de processos , de inquérito ou outra qualquer pois nunca vi nenhuma comissão e nem nunca fui submetido á um inquérito.

 

O que vi sim , uma única vez de visita ao campo do Tari na Kibala foi um grupo por ai de três á quatro pessoas onde fazia parte o Adolfo João Pedro que depois mais tarde teve uma morte estranha .E somos muitos ate hoje os que acreditamos ele ter sido envenenado por ganancia do cargo que ocupava como juiz presidente..

 

Também fazia parte do tal grupo o Veloso , Kafuxy e a Irene Neto se a consciência não me trai , e minha saída poucos dias depois deles terem passado pelo campo deveu-se mais ao M.M.B J ( Mateus Morais de Brito Júnior )

 

Se na verdade essa comissão existiu e atuou também no campo do Tari sinceramente acho estranho , pois eu fui solto no mesmo dia que o Nando Saturnino ( Nandinho ) irmão do Jesus ex futebolista.

 

Nos foi dado á cada um , um mandato de soltura sem que fossemos ouvidos e num carro militar fomos transportados cada um ate á porta de sua casa , primeiro eu que vivia na Cs , e depois o Nandinho que morava no bairro saiote.

 

Brito Júnior e Costa Dambi foram dos primeiros á serem soltos e Brito mal soube que seria soltou me tinha garantido de , que no próximo grupo eu também seria solto como veio a acontecer na verdade .

 

Ele tinha grande influencia junto da Irene Neto , Kafuxi e do próprio Agostinho Neto que apreciava as suas crónicas apesar de eletrizantes que estremecia os burgueses , alguns mulatos , brancos e negros que já lhe estavam tomando por racista apenas porque escrevia verdades.

 

Importa deixar aqui claro que Brito Júnior foi o redator principal e fundador do primeiro jornal livre , não do governo ( Angolense ) foi o primeiro e não o folha8 a surgir em Angola depois da independência .

 

Os Graça Campos e outros quando surgem o Brito Júnior já tinha sido e talvez eles nem se quer imaginavam que se tornariam nos seguidores nos seus seguidores com o seu projeto piloto.

 

O Brito Júnior escrevia crónicas sobre critica social , política e outras de deixar qualquer um com a cabeça ás voltas pela forma frontal , objetiva e sem tabu como as escrevia que dava gosto ler reler , ler outra vez e reler outra vez. Infelizmente a cadeia e o seu MPLA onde depois deu em ministro das obras publicas e deputado lhe ensinaram á ficar calado , se quiser viver em paz e mais alguns anitos .

 

Continuarei

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: