Lisboa – O palácio presidencial prepara-se para justificar as razões que levaram Elsa Maria Bárber Dias dos Santos do Espírito Santo, antiga DG do INADEC a tomar posse, nesta Quinta-feira (28) como Secretária de Estado para a Família e Promoção da Mulher em substituição de Elsa Maria Pires Lopes dos Santos Lourenço que recusou o cargo por não ter sido consultada.

Fonte: Club-k.net

MPLA e assessoria presidencial com justificações distintas

Segundo fontes do Club-K, a versão ensaiada e subscrita por pelo secretário do Presidente da República de Angola para os Assuntos de Comunicação Institucional e Imprensa, Luís Fernando, é no sentido de convencer ao público de que se tratou de uma não intencional troca de nomes que depois foi reajustada.


Elsa Maria Pires Lopes dos Santos Lourenço foi anunciada no passado dia 26 de Maio como a nova Secretária de Estado para a Família e Promoção da Mulher. Depois de ver o seu nome citado, esta funcionaria da Casa Civil tratou de ligar ao gabinete do seu superior Edeltrudes Maurício Fernandes Gaspar da Costa manifestando a sua indisponibilidade para o cargo.

 

“Lembro-me que na última Nota de Imprensa da Casa Civil da Presidência da República c/ a data de 26 Maio 2020, para o Cargo da Secretária de Estado para a Familia e Promoção da Mulher, o PR João Lourenço tivera nomeada a Sra. Elsa Maria Pires dos Santos Lourenço, mas pelo meu espanto, pude constatar que para o mesmo cargo hoje foi empossada a Sra. Elsa Maria Barber Dias dos Santos do Espírito Santo, a ex-Directora da INADEC. Confesso que estou confuso. Será que houve um equívoco na troca dos nomes na altura das nomeações quando saiu o comunicado de imprensa?”, questiona Joaquim Lunda na sua pagina do facebook.


Pela mesma via, o jornalista Israel Campos que notou a mesma troca de nomes (de Elsa Lourenço para Elsa Barber) sem previa justificação apela aos serviços da presidência responsável pela divulgação dos comunicados de imprensa que sejam “mais humildes” e que “assuma os seus erros”.


O MPLA por sua vez rejeita ter havido “erro de nomes” ou “rejeição” por parte da Elsa Maria Pires dos Santos Lourenço optando por considerar tratar-se de um campanha que visa atingir o diretor do gabinete presidencial Edeltrudes Maurício Fernandes Gaspar da Costa.


“Nos últimos dias, varias são as notícias falsas que circulam nas redes sociais, para sujar a imagem do chefe do gabinete do presidente da república, o Doctor Edeltrurdes da Costa”, lê-se na mensagem assinada por Gustavo João e distribuída nos grupo de Whatsup por Wankana Oliveira e Antônio Silva do Comité do MPLA de Luanda.


Segundo os mesmos “Pessoas próximas ao presidente da república, dizem quem em nada está mensagens abalam a confiança que o presidente da república depositou ao chefe do seu gabinete. João Lourenço Vs Edeltrurdes da Costa, como um homem trabalhador e dedicado com país.”

 

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: