Luanda - Conselho Nacional de Carregadores (CNC) está a implantar plataformas logísticas com o fim de viabilizar a mobilidade e as trocas comerciais dentro e fora do país, segundo o seu Director Geral, Catarino Fontes Pereira.

Fonte: Eclesia

Para o Director Geral do CNC, com a materialização deste projecto, o governo angolano pretende que o sector empresarial privado contribua para a criação de valor acrescentado para a indústria, comércio, serviços e outros, enquanto o sector público com a organização, regulamentação e a disponibilização de infra-estruturas.


Catarino Fontes Pereira disse que “ as Plataformas Logísticas são zonas delimitadas com uma certa segurança, onde existem vários operadores como por exemplo operadores de distribuição, produção, de transporte e onde podemos também ter a componente aduaneira”. Os caminhos de ferro e transportes rodoviários fazem igualmente parte do processo que vai aproximar pessoas e facilitar trocas comerciais.


O Director acredita que com o interposto dentro da rede na plataforma logística.


O responsável fez saber ainda que a rede de plataformas logísticas é parte integrante do plano estratégico nacional de acessibilidades, mobilidade e transportes, pois, a generalidade dos países assume esta perspectiva na sua ordem legal, ao constituir-se num factor incontornável de coesão económica, social e territorial do país, que também pode contribuir para a correcção das assimetrias regionais, assim como do país.


“Ela deve servir exactamente para que haja essa componente de produção versus distribuição e que ao chegar ao consumidor final, ele, o produto chega em boas condições e acessível”.


O Director Geral do CNC acredita que o trabalho que está a ser feito em parceria com a classe empresarial e investidores privados “vão ajudar a implementar a Rede Nacional de Logística”.


Neste processo, o Estado terá apenas o papel de regulador da logística.


Assim, a instalação de projectos no domínio da logística, dos transportes e do comércio vai impulsionar a economia nacional, garantiu o Conselho Nacional de Carregadores, Catarino Fontes Pereira, em declarações ao espaço “Conversas sobre Covid-19” realizado este Sábado(30.05) no Centro de Imprensa Aníbal de Melo, sob iniciativa do CIAM.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: