Lisboa  - Os trabalhadores da RNA reclamam em silêncio pelo o  atraso de salário do presente mês e responsabilizam o Ministro da comunicação social,  Manuel Rabelais pelo cenário de “frustração”  que enfrentam nesta quadra festiva.


Fonte: Club-k.net

Cabaz de natal  fornecido pela empresa da esposa do Ministro


ImageDe acordo com informações internas, era suposto receberem, no principio de Dezembro, o ordenado do corrente mês e o  décimo terceiro ao que não aconteceu. Dizem os trabalhadores que apenas receberam cabaz de natal  preparado pela  Sucrimat, uma empresa  apresentada como pertença de uma das esposas de Manuel Rabelais.


Uma das motivações ao qual responsabilizam, o titular da comunicação social pelos atrasos dos salários prende-se pelo facto de ser o mesmo quem deveria assinar os cheques de autorização. “Tudo depende do Ministro, é ele quem autoriza os  cheques,  desde que ele saiu nenhum director  teve autonomia” lamentou uma fonte idônea  acrescentando Manuel Rabelais “reúne com os directores todas as sextas feitas” mas não aborda a questão dos seus salários.


De recordar que em Dezembro do ano passado os trabalhadores da RNA viveram um cenário idêntico. Os mesmos não podem falar publicamente ou passar a informação nos microfones com receio de sofrerem represálias. Quanto a TPA, Jornal de Angola e Angola, os seus funcionários têm os ordenados em dia segundo confirmação de fonte competente.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: