Luanda – É de pouca habilidade que vimos e ouvimos desacordos no palco, dos altos dirigentes estas representações eleva-nos quizas a entender a forma como o país está a ser construído. Oficialmente a pandemia em Angola foi confirmada no dia 21 de Março do ano em curso, hoje temos 172 contaminados, se dividirmos pelo tempo que esta durar a pandemia teríamos uma “media” de (1) caso por dia.

Fonte: Club-k.net
As aulas do ensino superior podem começar gradualmente da seguinte forma:
1. Todos os finalistas, e os que estão a realizar os trabalhos do fim do curso deveriam começar as aulas no dia 13 de Junho.

2. O terceiro curso poderia começar uma ou duas semanas depois.

3.º Para 1.º e 2.º ano, poderia-se prever para Agosto, sempre quando o ministério da saúda possa realizar inspençoes, e confirmar algumas condições básicas. Os trabalhos multe-sectorial deve continuar, este e outros conjuntos de metodologia podem ser aplicadas a todos os níveis, o que se procurar buscar é a sustentabilidade dos serviços do país.

Estimados governantes o colectivo de docentes e outros, esta a passar necessidades, porque, o decreto que visa o pagamento de salários aos professor e colaboradores não surtiu efeito, na verdade entende-se o empenho e o esforço que realizam para país avançar, mais precisamos adequar e obrigar a que os gestores do país possam comprir as orientaçoes estais, devem comunicarem-se, dialogar e buscar soluções colectivas, e não mostrar o poder de quem vale mais. Quem vale mais a cima de todos são todos os cidadãos angolanos.

Teremos que aprender a viver com o covid-19, o que se deve buscar por mais que seja difícil, é uma metodologia que nos permite levar a actividade económica e paralelamente gerir a problemática da saúde pública. Em outras partes do mundo o covid-19 já não é um problema de bloqueio para que as actividades socioeconómicas sejam reactivas, sabemos que a realidade da Europa, das Américas e da Ásia não é realidade de Angola mais é um formato de coragem que alguns países de estes continentes optaram mesmo com grandes índices de contágios e de fatalidade, sejamos adoptáveis.

*Consultor e Investigador Aeronáutico



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: