Luanda – O corpo de jurado da 12ª edição do prémio “Angola 35 Graus”  que distingue jovens que se destacam em varias áreas do saber, está a ter dificuldades de apreciar a “ficha” do mais jovem deputado a Assembleia Nacional, Manuel Armando Da Costa Ekuikui “Nelito” devido a sua afiliação a UNITA.

Fonte: Club-k.net

Evento que distingue jovens  que se tem destacado

O entendimento existente é de que “Nelito” Ekuikui destacou-se nos últimos dois anos na cena  política como o mobilizador político da oposição que tem ameaçado a hegemonia do MPLA, na capital do país  de que é secretario provincial, e ao mesmo tempo figura chave dentro de  uma ala juvenil na  UNITA, que em Novembro de 2019, fez eleger um novo líder partidário, o engenheiro Adalberto  Costa Júnior.


O predicados identificados em “Nelito” Ekuikui tem sido objeto de reservas por  uma corrente do corpo do jurado liderada  pelo jornalista Bismark José e pela psicóloga Maria Manuela Cristina Ananás “Kanguimbu”, ambos membros do MPLA. A opção para   "figura Política de destaque" que lhes é atribuída recai para Crispiniano Vivaldino Evaristo dos Santos, o actual primeiro secretário nacional da JMPLA.


Diferente aos anos anteriores, a 12ª edição do prémio “Angola 35 Graus”, segundo apurou o Club-K, será realizada “on-line”, no próximo dia 30 de Junho. Os promotores do evento (coordenado por Edson Santos da WestSide) irão apenas fazer o anuncio dos vencedores sem a tradicional gala (jantar).


De um modo geral, os prémios direccionados a jovens que carecem de incentivos, no exercício das suas actividades, irá distinguir os que mais se destacaram nas categorias de “Desportos”, “Economia & Negócios”, “Política e Sociedade”, “Cultura & Artes, Música”, “Comunicação Social”, “Entretenimento”, “Ciência e Tecnologia”, “Destaque Académico”, “Prémio de Carreira” e “Promoção Internacional”.


Durante o evento “on-line”, serão premiados jovens com até 35 anos que se tenham destacado nas referidas áreas e que, no exercício das suas responsabilidades, contribuíram positivamente para a vertente económica, social, ambiental e social.


Ao longo da realização das edições anteriores, a organização procurou incentivar a juventude no sentido de inovar, criar e desenvolver conhecimentos, de modo a aperfeiçoar os processos utilizados nas suas tarefas, para que possa competir no mercado, primando pelo rigor, qualidade e excelência.


Com a realização do prémio, pretende apostar-se na descoberta de novos talentos empreendedores, como motor de desenvolvimento social e económico de Angola.

Tema relacionado 


Universidade censura palestrante Nelito Ekuiku por ser da UNITA

 

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: