Lisboa – Em Janeiro deste ano,  a empresaria angolana Isabel dos Santos foi citada pelo canal TVI de Portugal,  como tendo acusado “Manuel Vicente de estar por detrás das denúncias do caso Luanda Leaks, para se vingar dos esquemas que ela encontrou na Sonangol, durante a sua gestão”. Passado, sete meses, fontes do Club-K junto da petrolífera estatal explicam que o “irritante” entre as partes desavindas iniciou depois de Junho de 2016, quando Isabel dos Santos, já no leme da Sonangol  cancelou um contrato envolvendo a SG SERVICES,  uma empresa ligada a ala de Manuel Vicente, que fazia trabalhos de limpeza na clinica Girassol.

Fonte: Club-k.net

Guerra de “descobertas de negócios com o Estado”

A SG SERVICES é necessariamente uma empresa de prestação de serviços de manutenção de limpeza que ao tempo de Manuel Domingos Vicente, na liderança da SONANGOL, foi contratada para realizar serviços na Clinica Girassol, com valores anuais de 23 milhões de dólares.


“O esquema só acabou com a entrada de Isabel dos Santos, no Conselho de Administração da Sonangol, que cancelou o contrato com a SG Services”, refere uma fonte da petrolífera estatal lembrando que a SG Services, é a mesma empresa citada pelo portal 'Maka Angola' como a protagonista  que desembolsava 35 milhões de dólares anuais pela limpeza e manutenção do palácio presidencial.


“A presidência de João Lourenço pôs termo a estes contratos a 16 de Maio de 2018”, lê-se na reportagem do 'Maka Angola' que faz referencia a confirmação  de  fontes oficiais.



Constituída em 2006, a SG SERVICES é detida pela SIGMA IMOBILIARIA e pela ROC. Estas duas são por sua vez, empresas controladas pelo trio, Manuel Domingos Vicente, Orlando José Veloso, e Francisco Lemos Maria, antigos responsáveis da Sonangol.


O trio detém igualmente uma outra empresa Dreams Leisure que faz gestão do Hotel Centro de Convenção de Talatona (HTCA), construído e detido pela Sonangol, conforme se verifica no “contrato de prestação de prestação de serviços de gestão” assinado por Manuel Vicente (pela Sonangol) e Carlos Filipe Correia de Almeida (pela Dreams Leisure).


A Dreams Lesure, por sua vez contratou a SG SERVICES para serviços de manutenção do HCTA, tais como sistema CCTV, segurança, telecomunicações, e etc. O contrato é de 195 mil dólares por mês pagos pela Sonangol. O contrato assinado entre as partes é considerado lesivo a Sonangol, uma vês  que se a SG SERVICES instalar algo fora do contrato, a Dreams Lesuire faz o reembolso aumentando 20% do valor comprado.


As contas bancarias  da SG SERVICES,  SIGMA, DREAMS (IBAN: AO6004000002641958310106)  são assinadas pelo ex - PCE da SONIP, Orlando José Veloso. Na sua ausência assina a filha, Gisela Diogo Veloso, que é jurista e casada com filho de Augusto da Silva Tomas.

Tema relacionado 


Manuel Vicente e Isabel enfrentam-se em tribunal

Loading...
 

Loading...
 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: