Luanda - A administradora municipal de Belas está a ser acusada de apoderar-se de dezena de hectares de terrenos na zona do Benfica, em Luanda. Conflito agudizou-se desde que Mariana Francisco Cunha foi indicada para aquela zona de Luanda.

Fonte: Club-k.net

Gonçalves António, operário de 57 anos, acusa de administradora Mariana Francisco Cunha de usurpar sua parcela de terreno para favorecer um suposto empresário.


Geronimo diz que é titular do terreno há treze anos, mas decorrido algum tempo, o seu espaço tem sido disputado pelos responsáveis administrativos do município de Belas, sobretudo pela administradora que procura dar entender que ele não é o legitimo dono do terreno.


“Em 2007 adquire o terreno e, posteriormente, vede-o para evitar para que as pessoas invadissem o local, mas para o meu espanto, em 2014 fui surpreendido com alguns contentores no terreno, sem, no entanto, terem me avisado das intenções s do meu espaço”, referiu.


Segundo informa, que quando adquiriu o espaço ainda não existia administração de Belas, mas sim, o da Samba que congregava a mesma localidade, daí que não entende as razões que levam à responsável administrativa a demolir as paredes do seu terreno, argumentando que terrenos não é minha pertença.


“Tenho todos os documentos que comprovam que o espaço é minha pertença, ademais, o gabinete jurídico e contencioso da Administração de Belas já fez as diligências e acabou por confirmar que o terreno é meu”, disse Gonçalves António.


Ao Club-k, uma fonte do gabinete de Comunicação Institucional da Administração Municipal de Belas informou que não intenção da administradora Mariana Francisco da Cunha em se apossar do terreno.


“O que se passa é que há um litigio de terreno que envolve o senhor Gonçalves António e demais pessoas que se dizem dono do espaço. A ideia de que administradora quer receber o terreno é faça”, confidenciou à fonte.


Esclareceu ainda que o caso remonta da administração do adstrito da Samba, daí que se precise confrontar os documentos com de outros supostos donos do mesmo espaço.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: