Luena - A Procuradoria-geral da República no Moxico (PGR) constituiu hoje, sexta - feira, no Luena, arguido o antigo administrador do município do Alto Zambeze, Alexandre Paulino Bumba, por estar indiciado nos crimes de peculato, violação de normas e orçamento.

Fonte: Angop

Numa nota que a Angop teve acesso, a instituição informa que no mesmo processo-crime constam igualmente o ex secretário da mesma administração municipal, Augusto José Macondo Tchinhemba e o ex – director do gabinete de estudo, planeamento e estatística, Sapalo Pedro Muachissengue.

 

O documento refere que, após interrogatórios dos arguidos, foi lhes aplicada a medida de coacção pessoal de prisão preventiva, nos termos dos artigos 16, 18, 19 e 36, da lei numero 25/15 de 18 de Setembro (lei das medidas cautelares em processo penal).

 

Por existirem fortes suspeitas, os arguidos foram também indiciados nos crimes de associação criminosa, recebimento indevido de vantagens, participação económica em negócios, nos termos da lei número 3/14 de 10 de Fevereiro, sobre a criminalização das infracções subjacentes ao branqueamento de capitais.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: