Luanda – O Conselho Superior de Magistratura Judicial (CSMJ) reuniu nesta terça-feira, 20, tendo decidido pela suspensão por 60 dias da Juíza Regina Carmo de Sousa “Kamy”, na sequência da instauração de Processo Disciplinar que iniciou no passado dia 7 de Outubro.

Fonte: Club-k.net

A reunião que teve como ponto único, o tema da juíza foi conduzida pelo vice-presidente do Tribunal Supremo, Cristiano Morales de Abril e Silva. O CSMJ, acusa a magistrada da atitude atípica, que se perfila à margem dos ditames éticos e processuais que regem a actividade judicatória.

 

A juíza, afecta a 2ª secção da Sala do Civil e Administrativo do Tribunal Provincial de Luanda, deslocou-se, a 02 deste mês, ao Banco Económico para exigir a execução de uma ordem por si proferida.

 

De acordo com a justiça angolana, a juíza justificou-se estar a cumprir uma “suposta” orientação do juiz Conselheiro Presidente do Conselho Superior da Magistratura Judicial e do Tribunal Supremo. O CSMJ justifica que tal orientação nunca foi dada.

 

Por outro lado, Regina Carmo de Sousa que viu os processos a lhe serem retirados das mãos, deverá apresentar a sua defesa enquanto decorre o inquérito contra a sua conduta.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: