Luanda - Jornalista da Rádio Eclésia Cristóvão Luembe em Cabinda foi capturado em plena Redação, por dar voz aos organizadores da marcha, de 11, de Novembro, na Província, mais ao Norte do País.

Kapita Inga
Fonte:TV NZINGA

Segundo relatos da Rádio Eclésia revelam que, enquanto Jornalista exercia a profissão, os homens do Serviço de Investigação Criminal, invadiam a casa do Padre, onde a Rádio Eclésia se encontra.


Ainda assim, o Jornalista foi levado dentro de uma viatura, onde na caminhada, Cristóvão Luembe terá sido perguntado, o porque "de dar voz aos realizadores da manifestação do dia 11"


Secretário dos Sindicatos dos Jornalistas Teixeira Cândido reprova a forma como "Jornalista foi levado, sem notificação da sua detenção"


Disse mais que o Sindicato dos Jornalistas ligou ao Diretor do SIC de Cabinda, cuja a informação dada, foi que os efetivos "terão percebidos de forma errada, a orientação"
"Eles interrogaram o Jornalista, parecendo ser a instituição de auto regulação" Disse.
A tensão em Cabinda surge, devido a corrente de manifestação que os Jovens mostram, cada dia que passa.


Informação de última de hora, dá conta que o Jornalista Cristóvão Luembe já se encontra fora dos canivetes do SIC.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: