Luanda - O pai do estudante morto numa manifestação no dia 11 de Novembro acusa as instituições que deviam garantir a realização da justiça de serem coniventes em tentar esconder as verdaddeiras causas da morte.

*Coque Mukuta
Fonte: VOA

Inocêncio Alberto de Matos morreu no passado dia 11 durante uma manifestação em Luanda e a polícia disse que ele tinha caído quando fugia da policia.


O pai do malogrado estudanteAlfredo Miguel Matos apelou ao Presidente da República, João Manuel Gonçalves Lourenço a se pronunciar sobre o assunto afirmando que a família rejeita o resultado da autópsia feitas pelas autoridades a que ninguém da familia pode assistir,.


“Honestamente falando é um assunto de contorno extremamente complicado, para nós a situação é extremamente dolorosa, há conivência de quase todas as pessoas que deviam ser guardiãs da justiça e da paz em, do bem-estar das pessoas,” disse.


“Portanto, digo que a sua excelência senhor Presidente da República, devia ganhar a coragem e pronunciar-se em torno deste tão grave assassinato” disse.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: