Luanda - Estou profundamente consternado e chocado com a triste notícia que começou a circular nesta madrugada.


Fonte: Club-k.net

É injusto interromper a vida e o sonho de um homem que decidiu um dia, partilhar o que tinha, com a sua comunidade de origem e não só.


A vida é também este contra-senso. É pegar na rosa mais bela do nosso jardim e cortar.


O Senhor António Segunda Amões é dos casos que merecem ser estudados.


Com todas as possibilidades que tinha e mais algumas, abandonou o conforto na África do Sul, em Luanda para se instalar na sua aldeia tentando construir, dar forma ao sonho de uma vida melhor às comunidades rurais.


Como é que um homem desta estirpe pode descansar em paz, esteja ele onde estiver, diante da incerteza que o seu decesso necessariamente cria em relação à prossecução do seu sonho?


À família enlutada, à comunidade da Kamela Amões, o nosso profundo sentimento de pesar por esta perda irreparável.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: