Huambo - Os deputados com assento parlamentar à Assembleia Nacional (AN) em Angola acabam de dar uma aula de "como esbanjar o erário público", ou seja "como roubar o erário público em tempo de crise".

Fonte: Club-k.net

A falta de patriotismo levou o Parlamento a aprovar uma resolução que atribui um bónus de natal de aproximadamente 4 milhões de kwanzas (Akz: 3.832.190,59) ao Presidente da AN, e a todos os deputados dos partidos com assento parlamentar, para atender às despesas da quadra festiva.

 

Visto à lupa, a AN composta por 220 deputados, está a "manipular" o Estado e vai encaixar do "bolso dos angolanos" cerca de 880 milhões de kwanzas, equivalente a mais de 1 milhão de USD. Esta coragem só pode vir de um irmão gémeo siamese do Diabo.

 

A resolução n.° 43/20 de 3 de Dezembro demonstra claramente que os parlamentares angolanos têm "Pacto com o Diabo", ou seja,  revela a falta de amor e de comprometimento pelo povo que prometeram defender, mas infelizmente, nunca fizeram e sempre olharam apenas para os seus umbigos.

 

Como é possível que alguém que diz que está para servir o povo, tem um salário aproximado a dois milhões de Kwanzas, ainda aprova um documento para receber subsídio de natal milionário, numa altura que o país enfrenta uma recessão económica sem precedentes, agravada pela pandemia da Covid-19!?

 

O salário mínimo nacional no sector privado está subdividido em três categorias (Agricultura: 21.454,00 Kz,  Comércio: 26.817,00 e Comércio e Indústria extrativa: 32.181,00 Kz).


Partindo do pressuposto que o Parlamento é composto por 220 deputados (exceptuando a Presidência da AN e auxiliares administrativos), os "falsos representantes do Povo" estão a protagonizar um "assalto a ceu aberto" aos cofres do Estado um montante, correspondente a mais de 27 milhões salários mínimo nacional, ou seja, é uma verba que podia ser canalizada para atender milhares de famílias carenciadas, que não lutam diariamente para pôr o pão a mesa, e muito menos sabem o simbolismo do subsídio de natal.

 

A oposição parlamentar, como sempre, é só muito blá blá blá, mas na hora das benecess encolhem a cauda e limitam-se a "encher" a conta bancária e a receber os "Lexus".

 

Da bancada parlamentar do partido maioritário, não só pode esperar nada de novo, porque foram sempre defensores dos Marimbondos, e sempre demonstraram obsessão em ter tudo e mais alguma  coisa, e manter o povo na penúria.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: