Lisboa - O Presidente do Tribunal Supremo, Joel Leonardo colocou nome de membros da sua família numa lista de funcionários desta instituição que irão receber apartamentos no novo edifício que fica na perímetro da cidadela desportiva, em Luanda.

Fonte: Club-k.net

O processo de distribuição dos apartamentos está a ser marcado por critérios de favoritismo. De acordo com constatações, o Tribunal Supremo, colocou a disposição de Juiz Joel Leonardo, uma casa de função no condomínio “Boavida”, em Luanda, mas mesmo assim voltou a colocar o seu nome na lista para obtenção de apartamento na cidadela. O seu nome é o numero um da lista.

 

Joel Leonardo, conforme apurou o Club-K, incluiu igualmente na lista das casas, o nome de um filho, Vanúr de Abreu Isaú Leonardo, tal como o do seu genro, casado com a filha, Amélia Jumbila Isaú Leonardo Machado.

 

Para além do filho, colocou igualmente na lista um sobrinho, João Fernando Apolinário. Tanto o filho Vanúr Leonardo como o sobrinho João Apolinário, trabalham no gabinete de Joel Leonardo com a categoria de técnico médio de 3 classe.

 

O sobrinho João Apolinário é casado com Irina Apolinário, antiga funcionaria do BFA que agora exerce funções Secretaria Geral em exercício do Tribunal Supremo.

 

Apesar de estes familiares de Joel Leonardo, trabalharem no Tribunal Supremo, fontes do Club-K alegam que os mesmos não deveriam ser incluídos nas listas, uma vez que os referidos apartamentos são exclusivamente para os juízes. Nenhum dos familiares beneficiados, faz parte da magistratura judicial.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: