Lisboa - Carlos Maria Feijo, renomado jurista do mercado entrou pela primeira vez no governo em 1986 como  Vice Ministro do Trabalho. Depois esteve no conselho de Ministro e na Casa Civil onde saiu para se dedidar a consultoria na Sonangol.


Fonte: Club-k.net

JES reabilita  antigo assessor

O seu regresso tanto como chefe da casa civil   como no governo nas vestes de ministro de estado  começou a ser sentido nos últimos meses quando deu a cara como porta voz do modelo de constituição atípica de que  esteve empolgado  directamente  na sua feitura. JES esboçou a idéia e passou – lhe o “draft”  para acertos finais. Foi  assessorado por Bornito de Sousa e um elemento do tribunal constitucional.


JES  acabou por dar-lhe  também a missão de desenhar a estrutura do novo governo. Em finais de Dezembro  dispensou -lhe  para ir de viagem a  um país Árabe,  para  ter melhor concentração na missão e sigilo do mesmo.


Carlos Feijó nunca foi membro do Bureau Político do MPLA  mas na reunião de  sexta feira (29 Jan) da  semana passada, foi convocado por JES para tomar parte  deste órgão partidário. Diante dos  presentes do executivo do aparelho partidario, José Eduardo dos Santos  se justificou de  que  o mesmo iria assistir a reunião na qualidade de “convidado do presidente”. Foi um sinal claro da confiança do PR para com ele.


Segundo apurações, o mesmo (na qualidade de Ministro de Estado) terá a tarefa de coordenar a actividade do executivo  tal como acontece com Trevor Manuel, Ministro da Presidência de Jacob Zuma cujo modelo governamental as autoridades angolanas se inspiraram.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: