Lisboa – A empresaria Isabel dos Santos declinou apoio diplomático que as autoridades angolanas puseram a disposição no momento em que o seu pai comunicou que se deslocaria ao Dubai, onde se encontra.

Fonte: Club-k.net

Segundo o Jornal “Negócios” que avançou com a revelação, “José Eduardo dos Santos comunicou a decisão de viajar ao Palácio da Cidade Alta e como tal foram acionados os mecanismos diplomáticos. Albino Malungo, o embaixador de Angola nos Emirates Árabes Unidos, tratou de todos os pormenores logísticos, mas Isabel dos Santos, à chegada ao Dubai, forçou Eduardo dos Santos a recusar o transporte que lhe tinha sido assegurado pelos serviços diplomáticos”.


“Antes disso a empresaria havia declinado para esperar o voo do pai na sala VIP reservada para o efeito”, descreve o Jornal “Negócios”, considerando que “estes dois sinais refletem o elevado nível de animosidade de Isabel dos Santos para com o atual poder do seu país. Ou seja, todos os cenários para o desfecho desta guerra sem armas são plausíveis”.


A publicação por outro lado da conta que depois do Dubai, o antigo Presidente que está desde Dezembro no Dubai a acompanhar o luto de Isabel dos Santos, deverá regressar a Angola no próximo mês de Março, seguindo de um encontro com o seu sucessor João Manuel Gonçalves Lourenço.


“Um encontro entre José Eduardo dos Santos e João Manuel Gonçalves Lourenço é visto como uma peça indispensável na tentativa de encontrar uma solução para os processos judiciais que visam Isabel dos Santos e José Filomeno dos Santos”, vaticina o Jornal dirigido por Celso Filipe.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: