Luanda - Teve lugar em Luanda, no dia 12 de Janeiro de 2021, a III Reunião Ordinária do Comité Permanente da Comissão Política da UNITA, orientada pelo Presidente do Partido, Adalberto Costa Júnior.

Fonte: UNITA

A reunião tratou de questões prementes do quadro global do País e da vida interna do Partido, destacando-se a apreciação das decisões da Comissão Política, realizada em Outubro e Novembro do ano transato, o balanço das actividades realizadas em 2020 e a aprovação do plano de actividades do primeiro trimestre do ano de 2021.

O Comité Permanente da Comissão Política da UNITA considerou positivo o balanço das actividades realizadas em 2020, não obstante os constrangimentos causados pela pandemia da Covid-19 e outros de ordem político-administrativa.

O Comité Permanente da Comissão Política da UNITA dedicou uma análise profunda sobre a necessidade estratégica da criação de uma ampla frente para a alternância do poder, tendo designado 2021 como “Ano da Mobilização dos Patriotas para a Alternância do Poder”.

Quanto à situação global do país, o Comité Permanente da Comissão Política da UNITA constatou com preocupação a deterioração das garantias do Estado Democrático de Direito, consubstanciada na indefinição do calendário para a implementação das Autarquias Locais em Angola, inicialmente previstas para o ano de 2020.

O Comité Permanente da Comissão Política da UNITA insta o Executivo a criar condições para que a implementação das autarquias decorra em 2021 e em simultâneo em todos os municípios.

A falta de disponibilidade do Titular do Poder Executivo para as Reformas do Estado exprime a vontade do actual regime em manter reféns as instituições do Estado para benefício exclusivo do Partido-Estado e prejuízos para a maioria dos angolanos.

O Comité Permanente da Comissão Política da UNITA alerta a sociedade angolana que, enquanto o Executivo do Presidente João Lourenço persistir no procedimento da contratação simplificada por ajuste directo para atribuir volumosos contratos públicos a empresas escolhidas a dedo, fica cada vez mais desacreditada a sua luta direcionada contra a corrupção.

O Comité Permanente da Comissão Política da UNITA manifestou a sua inquietação ante a degradação da imagem dos tribunais superiores, face às constantes denúncias públicas, nunca desmentidas, sobre o envolvimento de alguns dos seus membros em actos que conflituam com a lei, o que fragiliza sobremaneira o sistema de justiça.

O Comité Permanente da Comissão Política reitera a vontade da UNITA de dialogar com todas as forças vivas da Sociedade Angolana, na busca de consensos sobre os assuntos de interesse nacional.

O Comité Permanente da Comissão Política analisou a situação da Pandemia da Covid-19, tendo saudado todos os profissionais de saúde pela sua entrega à causa de prevenção e combate ao Virus. Ainda em relação a este assunto, concluiu a necessidade de os membros do partido a todos os níveis desenvolverem acções pedagógicas e de sensibilização das populações para a observância rigorosa das medidas de biossegurança decretadas pelas autoridades do País.

O Comité Permanente da Comissão Política exorta, por isso, o Executivo angolano a garantir para Angola uma vacina segura e eficaz, no quadro da prevenção e combate à Covid-19.

O Comité Permanente da Comissão Política manifestou-se preocupado com a prolongada estiagem sem precedentes que assola a presente época agrícola, o que pode agravar a fome e a pobreza no seio das famílias angolanas. Assim, recomenda que as instituições afins, tomem as devidas precauções para que venham a ser minimizados os danos daí decorrentes.

Finalmente, o Comité Permanente da Comissão Política endereça a todos os angolanos, votos de Ano Novo próspero e de esperança por um futuro melhor.

Luanda, 12 de Janeiro de 2021
O Comité Permanente da Comissão Política da UNITA

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: