Lisboa - O antigo Vice-Presidente de Angola, Manuel Domingos Vicente foi despachado  neste domingo (14), para o Emirates Árabes Unidos (Dubai), depois de ter sofrido uma recaída, que requereu atenção especializada. O mesmo fez-se acompanhar do seu médico angolano  e um escolta.

Fonte: Club-k.net

A recaída acontece dois meses depois de o mesmo ter se deslocado ao exterior do país ao encontro do seu médico para prosseguimento de consultas na qual tinha interrompido devido ao Estado de emergência em Angola, limitando nas transportadoras aéreas.

 

Registros indicam que no inicio de 2020, meses antes do anuncio do Estado de Emergência, o antigo patrão da Sonangol viajou para Singapura onde fora submetido a uma intervenção cirúrgica de fórum cardíaco. Com o surgimento da pandemia do Covid-19, o mesmo viu-se impossibilitado de regressar, uma vez que o médico estabeleceu-lhe “timings” para o seu “follow-up”.

 

Em Junho de 2020 ausentou-se do país, para tratamento médico mas teve de interromper a viagem para regressar a Luanda, para participar no funeral de um irmão. Antes, o seu médico advertiu-lhe que havia chances de ser submetido a uma nova intervenção assim que regressasse.

 

Porém, seria em Dezembro que voltaria a viajar para o exterior depois de ter manifestado intranquilidade ao ver o seu estado de saúde a dar sinais para assistência especializada, acompanhado de inflamações nas pernas.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: