Lisboa – Estão a ser constatadas  em Pedro de Morais Junior indicadores  de prevensão reflectidos na incursão de um filho que aparenta ter  27 anos no leque de acionistas em instituições ao qual o antigo Ministro das finanças detem  participações econômicas.


Fonte: Club-k.net

 O filho é accionista de um banco 

ImagePedro de Morais Junior é citado como tendo interesses no  Banco de Negocios Internacionais (BNI). Porem, nos Relatórios anuais de  contas disponíveis no site daquela instituição bancaria é o nome do filho, Ivan Leite Morais,  quem aparece na lista de accionistas.


Na  Global Seguros de Angola, seguradora onde o maior accionista é o Banco Keve, o sei filho Ivan Morais também esta e acompanhado de Joca Carneiro, tido como estando a  representar interesses do seu pai, Higino Carneiro.  O filho de Pedro de Morais  é citado como um dos  “mais rico” de entre os jovens em Angola. ( Não ha informação de que o mesmo supera  Ataufo Pita Gros Vieira Dias, filho de Kopelipa)


Não obstante ter acumulado capital que se diz ser de forma desconhecida (Aplicou USD 60 milhões na aquisição de condomínio Rivieira em Talatona), o antigo Ministro Pedro de Morais Junior  aparenta  ser alvo de uma cabala por parte de antigos colegas do regime visando desprestigiar a sua imagem. O primeiro “combate” contra o mesmo foi a circulação de rumores de que teria pago uma instituição para atribuição de premio de melhor ministro do ano  por uma prestigiada  revista estrangeira. Na altura responsáveis da revista reagiu  a Voz da America esclarecendo os critérios usados para tal atribuição que distanciavam-se de influencia para atribuição de prêmios.


Em meados do ano passado, foi apresentado como “bode espiatorio” numa reunião do Conselho de Ministro a respeito de falhas  nas finanças angolanas. No seguimento da acusação, o mesmo escreveu uma carta ao chefe do Governo, José Eduardo dos Santos dando a sua versão. A carta  foi tida como um acto de “mal criadez” sobretudo pela lingaguem técnica de difícil compressão. A mesma saiu do Gabinete de JES tendo ido parar nos jornais ao que deu azo que havia intensão  do regime  espo-lo.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: