Luanda – O administrador municipal do Cazenga, Tomás Bica Mumbundo desrespeitou orientações da governadora provincial que recentemente o proibiu de prestar declarações públicas aos órgãos de comunicação social.

Fonte: Club-k.net

A orientação baixada a Tomás Bica Mumbundo por Joana Lina foi na sequencia de posições desalinhadas em que o colocavam em contradição com o seu colega de Cacuaco, Auxilio Jacob respeitante ao espaço usado como mercado (do Kikolo) em que ambos reivindicam a sua titularidade.

 

Na quinta-feira, 11, o jovem político foi visto a falar a imprensa a margem de uma atividade. Já o seu colega, o administrador do Cacuaco, Auxilio Jacob não aceitou falar quando convidado pela TPA.

 

De recordar que a margem de uma reunião do Comité Provincial do MPLA, realizada no dia 04 de Março, o Secretário Geral do partido, Paulo Pombolo, chamou atenção aos dois administradores (Cazenga e Cacuaco). Pombolo fê-los recordar que se está em período de pré campanha eleitoral, e que o momento não é para os dois Administradores municipais virem a imprensa discutirem sobre a titularidade de um mercado, o que implica dar espaços a oposição.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: