Ao Excelentíssimo Senhor Presidente da República

João Manuel Gonçalves Lourenço

Assunto: A promessa da sua excelência Presidente República.

Saudações consoante o horário pelo qual vossa excelência estará lendo essa carta e esperamos que a mesma lhe encontre em boa disposição.

 

Como já é do conhecimento do Senhor Presidente, da situação exposta no dia 4 de Abril de 2019, em Moscovo na universidade das amizades dos povos “рудн”, na qual recebemos a promessa da vossa excelência em rever o nosso caso.

 

Vossa excelência, desde 2018 que estamos a lutar por uma causa na qual consideramos injustas pelos seguintes casos:

 

1- As bolsas do INAGBE foram canceladas numa fase em que o nosso processo ja estava em curso em Maio de 2018.

 

2- O executivo aprovou o envio de 300 novos estudantes para as melhores universidades do mundo e nós estamos nas melhores universidades do mundo.

 

3- A embaixada da russia solicitou a nossa incersão várias vezes mas sem diferimento até aos dias de hoje.

 

Vossa excelência não tem sido fácil para nós, somos apenas estudantes com ambições de ajudar o nosso país a desenvolver, por favor nos ajude pelo menos com alimentação. Alguns dos nossos colegas estão voltando para o país, excelência, nós acreditamos no senhor e na vontade de tornar o nosso país melhor.

 

Essa é uma das várias cartas que temos enviado ao senhor, desde de 2019 e até ao momento não temos obtido nenhuma resposta, uma vez aprovado o envio de novos estudantes ao exterior do país, mas ninguém fala e nem se preocupa connosco.

 

Dessa forma, deixamos aqui a nossa indignação como pessoas e cidadãos ao Senhor Presidente da República.

 

Agradecendo desde já a compreensão e na certeza de que vossa excelência tomará as medidas efetivas para reverter essa grave situação que temos passado aqui na Rússia.

 

Atenciosamente,

Abreu Combo (representante do grupo)

Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..: +7 964 591 99 87, +7 9185 852 440

Moscovo aos 17 de março de 2021

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: