Luanda – Em violação às leis angolanas, a empresa “Nuvibrands – Comércio e Serviços, Limitada”, pertencente ao Nuvi Group [cujo proprietário é empresario português  Luís Vicente], com sede em Lisboa, terá vendido, no mercado de consumo angolano, milhares de desodorizantes de marca “Oasis” com as datas de caducidades adulteradas. 

Fonte: Club-k.net
Desoasis.jpg - 74,43 kBOs produtos em causa são:

- Desodorizante OASIS Anti-transpirante Men Cool, 150 ML, Lote 726801 AA2, data de expiração 09/2019;

- Desodorizante OASIS Anti-transpirante Aloe Vera, 150 ML, Lote 710804 AA2, data de expiração 04/2019;

- Desodorizante OASIS Anti-transpirante Men Frescura, 150 ML, Lote 710804 AA2, data de expiração 04/2019;

- Desodorizante OASIS Anti-transpirante Pura Frescura, 150 ML, Lote 725102 CA2, data de expiração 09/2019. 

O Club K apurou que os referidos produtos, impróprios para o consumo humano, estão expirados desde 2019. Porém, ainda estão a ser comercializados nos mercados formal e informal em todo território nacional, por culpa da então Direcção Nacional de Inspecção do Comércio.

Estima-se que, até ao momento, já foram comercializados (à revelia das normas locais) mais três mil caixas de desodorizantes “Oasis”, nocivos à saúde dos seus usuários, à nível de Angola, num claro atentado contra à saúde pública.

Este portal noticioso soube através uma fonte da Associação Angolana de Ajuda ao Consumidor (AAAC) que, a direcção da empresa “Nuvibrands” [cujo CEO é Pedro Tavares e tem como o director comercial Paco Coelho] terá ordenado os trabalhadores da área comercial apagar a parte inferior da lata, onde estava estampada a data vencida, e colocar na parte superior a data actualizada, dando a entender que os produtos expiram até 2021.

Na verdade, esta jogada foi descoberta pelos técnicos da AAAC, no ano transacto, durante uma operação de rotina. No acto contínuo, esta instituição privada denunciou junto a extinta direcção nacional de Inspecção do Comércio, do então Ministério do Comércio.

Este último enviou uma equipa de inspectores – coordenada por António Inácio, ex-inspector geral adjunto – para averiguar a denúncia no terreno para todos os efeitos. Após a minuciosa vistoria, a equipa da então Inspecção do Comércio constatou a irregularidade e passou uma multa, em 2020, a Nuvibrands num valores estimado a mais de 45 milhões de kwanzas, uma vez que foi confirmada a maléfica acção.

Todavia, a empresa Nuvibrands – que, segundo o Diário da República, fora constituída pelos sócios Luís Vicente (através da Nuvigest, Limitada) e José Estevão Daniel, actual presidente do Conselho de Administração da Refriango – ao invés de pagar a milionária multa, optou por corromper o ex-inspector geral adjunto do Comércio, António Inácio, com cerca de 25 milhões de kwanzas. A negociação para “operação de suborno” foi feita por Patrícia Gomes (da parte da Nuvibrands).

Assim sendo, a Nuvibrands manteve os milhares de desodorizantes de marca “Oasis”, com as datas de caducidades expiradas desde 2019, no mercado do consumo angolano, sob a protecção da então direcção nacional de Inspecção do Comércio entre troca dos milhões de kwanzas.

O Club K confirmou até as 11 horas de hoje a venda, na normalidade, de desodorizantes de marca “Oasis” nos supermercados “Candado”, “Giro”, “Shoprite”, “Alimenta Angola”, “Maxi”, “AngoMart”, “Kero”, “Nosso Super”, "Kibabo", "Mega Cash & Carry", entre outros, tais como no mini-mercado “Bem me quer” e em quase todas cantinas dos bairros de Luanda. Nas províncias, os produtos de marca “Oasis” estão a serem vendidos no Zaire, Cunene, Huíla, Uíge, Bengo, Lunda Norte, Lunda Sul, Cuando Cubango, Namibe, Benguela, Huambo, Cabinda e Malanje, segundo os repórteres deste portal.

O portal Na Mira do Crime noticiou que, recentemente, os inspectores da ANIESA, efectuaram uma visita de constatação a empresa Nuvibrands, detentora da marca de desodorizante OASIS, localizada no distrito Urbano do Kikuxi, município de Viana. A visita teve como objectivo a destruição das três mil unidades de desodorizantes de marca OASIS.

De acordo com a fonte primária, o produto está nas instalações da Nuvibrands, mas não se fez a destruição do material porque a empresa não está preparada com meios para transportar o produto para o aterro sanitário.

A Nuvibrands (constituída em Janeiro de 2018) faz parte do grupo “Nuvi Group”, fundada em 2010, tem sede em Portugal, cujo acionista principal é Luís Manuel Vicente, filho do milionário português Luís Vicente.

Em Julho de 2018, Luís Vicente, que tem entre os seus activos no Grupo Luís Vicente, Nuvi Group e Refriango (de Angola) era o oitavo mais rico de Portugal, com uma fortuna de 822 milhões de euros.

De acordo com o site Luanda Post, na década de 1990, o empresário Luís Vicente deslocou-se a Angola, onde detectou e aproveitou várias oportunidades de negócio. A origem da Refriango está no Açorango - sociedade de comércio Geral, com a importação e distribuição de bebidas e produtos alimentares em 1992 (altura em que Luís Vicente convidou José Estevão Daniel, um angolano que aos 13 anos já geria uma das lojas dos padrinhos, e que acabara de regressar do Cuando Cubango, onde estivera ao serviço do Ministério do Comércio). Nessa altura, tinha 30 contentores armazenados em Boavista, nos arredores de Luanda, e, em 1998, foi criada a Abastango.

A NuviBrands – pode se ler no seu site – é uma empresa angolana que pertence ao NuviGroup. Dedica-se ao desenvolvimento, comercialização e venda de bens de consumo em Angola, com projectos de exportação para vários países africanos. As nossas marcas agrupam-se nas categorias de Higiene Pessoal, Higiene do Lar e Alimentar, e podem ser encontradas nos vários canais de distribuição e estabelecimentos comerciais espalhados por todo o país. Contamos com mais de 200 produtos no nosso portefólio e orgulhamo-nos de ser o maior fabricante de Higiene Pessoal e Detergentes Líquidos em Angola, com a fábrica Reviva.

Enquanto ao higiene pessoal: designada como DayCare Cosmetics produz e comercializa produtos de higiene pessoal e cosmética, que tem como objectivo promover uma melhor qualidade de vida aos seus Clientes através do fornecimento de produtos de higiene pessoal de qualidade superior a um preço competitivo. O portofolio DayCare apresenta as marcas: Oasis, ProDerma e ProActive.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: