Luanda – ELISAL, Multilimpeza, Chay Chay, Jump Business, Sambiente e Consórcio Dassala/Envirobac e Er Sol, esta última detida por um dos filhos do antigo PR, são as empresas que vão limpar a capital do País, de forma emergencial, até Dezembro. Luanda, Viana e Cazenga são os municípios que mais lixo produzem.

Fonte: NJ
Anos após ter saído do "jogo" da limpeza e saneamento dos resíduos sólidos produzidos na capital, a Er Sol Limitada, empresa que tem como sócios Eduane Danilo Lemos dos Santos, primeiro filho do ex-Presidente da República, José Eduardo dos Santos, com a ex-Primeira-Dama, Ana Paula dos Santos, e ainda a irmã da antiga Primeira-Dama, Vanda Maria Breganha de Lemos, volta a ser seleccionada.

 

De acordo com as pesquisas feitas pelo NJ ao Diário da República, a instituição foi criada em 2007 e tem a Sanuto - Investimento e Participações como sócio, com 50% do capital social da referida, ao passo que Danilo e Vanda aparecem com 20% cada.

 

A Er-Sol Lda ficou com a responsabilidade de limpar o município do Icolo e Bengo, num contrato cujo valor este semanário ainda não conseguiu apurar.

 

Ainda no Diário da República, o NJ notou a ausência de informações sobre outras empresas vencedoras, como a Jump Business, Multilimpeza e Chay Chay Lda.

 

Os contratos do Governo Provincial de Luanda com as sete empresas (seis privadas e uma pública), vencedoras do concurso público emergencial para a limpeza pública e recolha emergencial de resíduos sólidos na província, estão orçados em 34,8 mil milhões de kwanzas, valor já disponibilizado em Fevereiro pelo Presidente da República.

 

O acordo tem duração de nove meses, ou seja, é válido para o período de 1 de Abril a 31 de Dezembro. A partir de 2022, as administrações municipais passarão a receber parte do Orçamento Geral do Estado (OGE) para a contratação de operadoras.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: