Luanda - O jornal online “O Kwanza” (www.jornalokwanza.com) está fora do ar e do convívio com os seus leitores há mais de uma semana, em virtude de ter sido alvo de um virulento ataque cibernético, apurou o Club-K junto de uma fonte ligada à direcção da referida publicação.

Fonte: Club-k.net

“Há uns meses para cá que o site se apresentava pesado e com as páginas frequentemente distorcidas. A isso acrescia-se o facto de se terem registado, na altura, comentários em mandarim (chinês), em todas as matérias então publicadas, provenientes de várias partes do mundo. E no passado dia 03 de Abril o servidor foi abaixo, tendo consequentemente o site saído do ar”, justificou a fonte.

 

O Club-k apurou que, neste momento, se está a envidar todos os esforços técnicos no sentido do jornal “O Kwanza” voltar a estar no ar e ao convívio com os seus leitores.

 

O engenheiro informático, que tem trabalhado dia e noite para repor a publicação no ar, afirmou, em declarações exclusivas ao Club-K, que o diagnóstico revelou que no dia 03 de Abril houve mais de duzentos mil acessos.

 

“Este facto levou a que o servidor descaísse e com ele o jornal, o que nos leva a concluir que se tratou de um ataque cibernético cirúrgico e calculado. Foi uma acção de hackers experimentados,” sublinhou o engenheiro informático.

 

A Direcção do jornal “O Kwanza” aproveita o ensejo para penitenciar-se perante os seus leitores, colaboradores, anunciantes e amigos pelos constrangimentos ora causados.

 

O jornal “O Kwanza” é uma publicação angolana generalista criada há 18 meses, que privilegia a opinião e as notícias dos países de lusófonos. A publicação conta na sua “Ficha Técnica” com um naipe de académicos (angolanos, brasileiros e portugueses) e jornalistas espalhados pelos quatro cantos do mundo.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: