Luanda - Por ocasião da celebração do 14 de Abril - Dia da Juventude Angolana -, o Bureau Político do Comité Central do MPLA saúda e exorta a Juventude a continuar a contribuir para o desenvolvimento do País, valorizando a Educação, a Ética, a Cultura, os valores tradicionais, o trabalho digno, a inovação e criatividade, o empreendedorismo e, acima de tudo, o respeito pelas regras do Estado Democrático de Direito.

Fonte: MPLA

DECLARAÇÃO ALUSIVA AO 14 DE ABRIL - DIA DA JUVENTUDE ANGOLANA

De forma especial, o MPLA saúda e regozija-se com os jovens patrioticamente engajados na construção de uma Nação marcada pela inclusão dos jovens na vida social, através duma participação altruísta e solidária em campanhas que visem o combate à violência no género, drogas, alcoolismo, sinistralidade rodoviária, delinquência juvenil, e outros grandes males sociais, abstendo-se de actos que incitem a violência, a desobediência civil e a vandalização de bens públicos e privados.

Considerando justas todas as reclamações da Juventude Angolana assentes nos seus direitos legalmente consagrados, o Bureau Político do MPLA reitera o compromisso em continuar a trabalhar na busca das melhores soluções para os principais problemas desta importante franja da sociedade angolana, com base em políticas de valorização e promoção de acções que visem a melhoria de comportamentos assentes na cultura de inclusão da Juventude na vida económica e social, visando melhorar a sua qualidade de vida.

O Bureau Político apela a toda a sociedade angolana, no sentido de transformar a celebração da data num acto de reflexão com sentido e abrangência nacionais, de reforço do trabalho que visa garantir um futuro melhor aos jovens e às gerações vindouras, bem como de promoção de comportamento da cultura patriótica dos cidadãos, em geral, e da juventude em particular.

MPLA – MELHORAR O QUE ESTÁ BEM, CORRIGIR O QUE ESTÁ MAL

PAZ, TRABALHO E LIBERDADE

A LUTA CONTINUA
A VITÓRIA É CERTA.

Luanda, 14 de Abril de 2021.-

O BUREAU POLÍTICO DO MPLA



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: