Luanda - Um activista na província angolana da Lunda Norte disse que continua a reinar um ambiente de medo entre apoiantes do Movimento do Protectorado da Lunda Tchokwe que organizou a manifestação no final de Janeiro e na qual várias pessoas foram mortas pela polícia.

Fonte: VOA

“Os membros integrantes do movimento estão quase todos foragidos com medo de serem presos aqui nas Lundas por medo de represália”, disse o activista Jordan Muakambinza, quem lembra que, além do líder do Movimento, José Mateus Zecamutchima, preso a 9 de Fevereiro, está igualmente detido o soba Muakapenda Kamulemba, detido há três semanas.

 

“Só o Governo ou os serviços de segurança que o prenderam é que sabem qual é a razão porque até ao momento não há culpa formada em relação à detenção do soba Muakapenda Kamulemba”, denunciou Muakambinza.

 

Em Luanda, continua também detido o líder do Movimento do Protectorado Lunda Tchokwe, José Mateus Zecamutchima.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: