Luanda - Acompanhamos o processo injusto e maqueavelico contra Manuel Rabelais nosso ilustre colega, companheiro, nosso director na Rna, Ex ministro da Comunicação Social , Ex Director do Grecima e hoje Deputado.

Fonte: Club-k.net

As funções que desempenhou foi sempre por mérito próprio, desenvolvendo muito bom trabalho relevante para o país, para o Estado ,para os angolanos e para o seu partido, Mpla.

Sempre atendeu, apoiou e galvanizou os trabalhadores e funcionários sob seu comando.

 

Dirigiu a comunicação social, institucional e eleitoral nas eleições de 2008, 2012 e 2017.

 

Nós seus colegas jornalistas, técnicos e pessoal de apoio fomos mobilizados e motivados por ele, por orientação do Presidente Jose Eduardo dos Santos e do partido MPLA, para limpar a imagem de Angola, melhorar a comunicação dos órgãos do Estado, presidência da república, governo, assembleia nacional, órgãos de defesa e segurança, da justiça e várias instituições públicas.

 

Diversas outras ações, dentro e fora do país, umas do conhecimento geral e outras a coberto do segredo de estado, foram também realizadas sob o seu comando Directo.

Quem nao sabe isso?

 

Fe-lo por sua livre iniciativa?

 

Quem ganhou com este enorme trabalho de grande relevância para Angola e para os angolanos?

 

Acompanhamos e estamos indignados e denunciamos os atropelos processuais, as constantes violações e princípios da Constituição e da lei.

 

Apesar de todas estas injustiças , manipulações vindas do poder politico, não enganam ninguém, pois MR colaborou com os órgãos de justiça, negociou com o Ministerio Publico através da Direcção Nacional de Recuperação de Activos da PGR, fazendo cedências a pedido desta mesma instituição, através da sua responsável a procuradora Eduarda Rodrigues Neto. Em nome do Estado aquela responsável prometeu que com a entrega do canal de televisão Palanca TV o processo crime seria arquivado, o que não veio a acontecer.

 

Atenção isto é muito grave. O Estado deve ser uma pessoa de bem, não pode nem deve mentir nem enganar o cidadão, manipular os factos, instrumentalizar os agentes judiciais para tentar influenciar a opinião publica com o simples propósito de incriminar, acusar e condenar por condenar.

O que se vê é uma autêntica vergonha.


Juízes “telecomandados” politicamente o que não deixa de ser corrupção, sem competência , com elevada falta de nível, desonestos, sem a dignidade para as funçoes que exercem.

 

A sentença que todos assistimos incrédulos mancha a Justiça angolana e envergonha todos aqueles que não pactuam tais comportamentos.

 

Uma sentença mentirosa, absurda, instrumentalizada, Imoral e até Desumana.

 

As pessoas têm familia, têm reputação, têm uma carreira, bom nome, honra, dignidade e nao podem ser injustamente, levianamente, sem escrúpulos e de forma dolosa verem os seus nomes manchados. O Dr. Manuel Rabelais tem uma vida inteira de relevantes serviços à sociedade, sem antecedentes criminais ou outros. Aos olhos de todos notou-se que foi uma uma decisão injusta e que ficará na memória colectiva pelos piores motivos.

 

Felizmente nós, seus colegas, não ficaremos por aqui e iremos até as ultimas consequências.

 

Temos em consciência que muitos profissionais e funcionários da Comunicação Social, Assessores e Adidos de Imprensa ainda estão entre nós graças ao Dr. Manuel Rabelais no âmbito do apoio social aos jornalistas e aos órgãos de Comunicação Social públicos e privados.

 

O país não pode continuar assim.

 

A justiça tem que ser justa e geral para todos.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: